Acústica nas Salas de Aula e sua Importância

A acústica em salas de aula pode ser um desafio para aperfeiçoar. Geralmente são grandes espaços abertos e podem ser ocupados por cerca de 300 alunos ao mesmo tempo. Todos sabemos que quanto mais pessoas em um espaço significa mais ruído.

Contudo, aprender em salas de aula, é extremamente importante. A inteligibilidade da fala, que é a clareza na comunicação, é um aspecto fundamental para considerações sobre o tratamento acústico em um espaço de sala de aula. Os alunos em uma sala devem ser capazes de entender e ouvir claramente seu professor.

Portanto, um espaço de sala de aula deve ser projetado de uma forma que maximize a capacidade do aluno de aprender e alcançar melhor desempenho nas provas, mesmo se o professor estiver ensinando muitos alunos ao mesmo tempo.

Problemas com a Acústica em Corredores

Grandes espaços de qualquer tipo geralmente sofrem com o problema comum de ecos, o que significa que o ruído viaja e salta por muito tempo antes de se dissipar.

Sabemos como é difícil e perturbador entender alguém quando há muito barulho fundo, mas mesmo o ruído de baixo nível de reverberações pode atrapalhar.

O ruído persistente faz com que seu cérebro trabalhe constantemente para entender o que está ao seu redor. Seus ouvidos e cérebro estão tentando trabalhar juntos para disseminar de onde vêm esses ruídos, mesmo que você não perceba. Isso acaba causando fadiga e contribui para a desatenção e desconcentração.

Paz

A reverberação e os ecos distorcidos são prejudiciais ao entendimento da fala, assim como à capacidade de concentração.

A acústica ruim pode também ser prejudicial para os palestrantes, pois em alguns ambientes com o espaço muito grande, o som pode se dispersar em nada. Quando uma voz não é transmitida ou está em um espaço tão aberto, não há retorno e o locutor sente que está baixo.

Consequentemente, o palestrante aumentará a voz, forçando suas cordas vocais e causando-lhes dor.

Como Melhorar A Acústica?

A fim de garantir que os grandes espaços de aula sejam melhorados, devemos prestar muita atenção à clareza do som na voz dos professores, bem como ao nível de reverberação do espaço.

Caso um aluno queira sentar-se atrás, por que seu aprendizado deveria sofrer?

Considerando uma sala de aula normal, descobriu-se que as crianças sentadas na fileira de trás ouvem apenas 50% das palavras de seus professores. Como resolver isso?

Um elemento-chave disso são as fileiras niveladas sempre ascendentes, como numa arquibancada, porém em menor escala de degraus, assim permitem que o ruído direto viaje com eficiência para o fundo da sala e evitando que o som bata e volte logo no início da sala.

O próximo elemento importante de uma sala de aula são as paredes. Onde superfícies paralelas se enfrentam, as ondas sonoras podem refletir várias vezes, causando ecos de vibração e longos tempos de reverberação. Isso pode ser resolvido instalando painéis acústicos que absorvem o som nas paredes, melhorando o som no auditório ou na sala.

Vimos um exemplo numa sala de aula, onde o teto extremamente alto (mais de 9m) estava causando problemas. Nesta sala, o teto era coberto com telhas de poliestireno, que são comuns em edifícios comerciais, e estavam sugando todo o poder e volume das vozes dos professores.

Conclusão

Todos os problemas citados podem ser resolvidos com mudanças acústicas simples, como placas de absorção de som e isolamento acústico.

Tratar um espaço, como a sala de aula, é muito importante para o aprendizado e a concentração do aluno. Toda a fala deve ser ouvida com clareza e sem eco de fundo.